Domingo, 20 de Setembro de 2015

Renata Carneiro

RENATA Carneiro tem domicílio civil em S. Mamede Infesta, Matosinhos, mas continua a fazer vida no Porto, de onde não se consegue libertar depois dali ter nascido (St.º Ildefonso) e crescido enquanto pessoa e artista. A cidade natal é como se fosse um íman que a atrai para o seu âmago. Por mais que adore viajar, quando regressa a casa, leia-se Porto, é o momento em que encontra a verdadeira felicidade. Em tempos disse que pintar é como respirar. Ora, se vive respirando os ares da cidade, quer dizer que pinta à Porto? Pode não ser evidente, mas que é intrínseco é.



publicado por Paulo Moreira Lopes às 22:58
Domingo, 20 de Setembro de 2015

PAPEL-PENSANTE: Álbum por PML

MEMÓRIA descritiva: num álbum de família aberto está inscrito: PAPEL-PENSANTE e o desabafo – Sou o presente do passado. da autoria de PML



publicado por Paulo Moreira Lopes às 22:51
Domingo, 20 de Setembro de 2015

 

MEMÓRIA descritiva: TRÂNSITO a multiplicar por CARROS é igual a CONGESTIONAMENTO; JORNAIS mais REVISTAS mais LIVROS igual a QUIOSQUE; ESTUDO menos CONCENTRAÇÃO é igual a REPROVAÇÃO; SEARA a dividir por MONDA é igual a TRIGO com resto JOIO.



publicado por Paulo Moreira Lopes às 22:45
Domingo, 20 de Setembro de 2015

A BULA de Setembro 2015

E EIS que chegou setembro! Um mês de transição. No dia 23 o Sol cruzará o equador celeste rumo ao sul e então teremos o começo do outono no Hemisfério Norte e da primavera no Hemisfério Sul. Para precaver eventuais maleitas próprias da época disponibilizamos doze comprimidos compostos à base de mimosas, marmelada, limões, cerejas, vinho, camélias e lírios. Quem os preparou foi Inma Doval e o Xacobe Fassbender fez a ilustração. O titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante d’A BULA é o Correio do Porto e foi aprovada pela última vez no dia 31 de agosto de 2015.

Para fazer download basta clicar na imagem.

Ver criação d’ A BULA  aqui.


Índice:

publicado por Paulo Moreira Lopes às 22:40
São factos do quotidiano, aparentemente sem qualquer importância, aos quais o autor dá a relevância do absoluto, do todo. É a sua obra-prima, sem prejuízo de outro entendimento.
mais sobre mim
Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Histórias mal contadas (Pré-publicação)
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO
Visitantes