Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias mal contadas

São factos do quotidiano, aparentemente sem qualquer importância, aos quais o autor dá a relevância do absoluto, do todo. É a sua obra-prima, sem prejuízo de outro entendimento.

Histórias mal contadas

São factos do quotidiano, aparentemente sem qualquer importância, aos quais o autor dá a relevância do absoluto, do todo. É a sua obra-prima, sem prejuízo de outro entendimento.

15.Ago.12

Literatura da saudade

 

 

Depois de falarmos sobre as características da Terra Quente e da Terra Fria Transmontanas e das atividades económicas predominantes em ambos os casos, ele referiu-se ao turismo da saudade.


Segundo me disse, seriam ofertas de lazer disponíveis em certos locais da região, em que os visitantes presenciavam e participavam nos rituais do quotidiano entretanto em desuso (verbi gratia: matança do porco).


Para aqueles que seriam originários de Trás-os-Montes ou arredores e que já teriam vivenciado tais fenómenos etnológicos, o efeito seria o de matar saudades.


Durante a viagem de regresso vim a pensar naquela designação do turismo da saudade e questionei-me: será que não existe também uma literatura da saudade?


Claro que sim. E até uma literatura da saudade do futuro.


Bragança, Porto e V. N. de Gaia, julho de 2012.