Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias mal contadas

São factos do quotidiano, aparentemente sem qualquer importância, aos quais o autor dá a relevância do absoluto, do todo. É a sua obra-prima, sem prejuízo de outro entendimento.

Histórias mal contadas

São factos do quotidiano, aparentemente sem qualquer importância, aos quais o autor dá a relevância do absoluto, do todo. É a sua obra-prima, sem prejuízo de outro entendimento.

12.Out.13

Criancices


Íamos os dois em direção à rotunda dos Aviadores. Avisto no passeio o candidato independente à junta de freguesia e que acabaria por não ser eleito. Um homem muito simpático, que nos costuma cumprimentar[1] logo que entramos no seu raio de visão; sempre bem aprumado e, presumo, bem-falante, pois nunca lhe ouvi uma palavra. E comento:

 

- Ali está o nosso presidente putativo!

 

Ele reage:

 

- Por ser uma criança?

 

O rapaz, que já não é puto nenhum (a mãe diz que me passou as palhetas), às vezes surpreende-me com a pertinência das questões.


Vila Nova de Gaia, 11 de outubro de 2013.


[1] Espero que a sua não eleição não afete a sua postura dentro da comunidade.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.