Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias mal contadas

São factos do quotidiano, aparentemente sem qualquer importância, aos quais o autor dá a relevância do absoluto, do todo. É a sua obra-prima, sem prejuízo de outro entendimento.

Histórias mal contadas

São factos do quotidiano, aparentemente sem qualquer importância, aos quais o autor dá a relevância do absoluto, do todo. É a sua obra-prima, sem prejuízo de outro entendimento.

31.Mar.14

Olhos (II)

E ao alto da página esquerda, em caixa alta, lá estava a determinação de não se sabia que profeta ou apóstolo, absurda, irónica e inútil ali, na qual os olhos da devota apagavam, penitentes, o lume que a obscenidade ateara.

 

Miguel Torga, in Vindima, 5.ª edição, página 25.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.